OZ 048 – Cinema: Os Piores Filmes de Super-heróis – Parte 1

Ovo Zumbi 14/09/2013 6
OZ 048 – Cinema: Os Piores Filmes de Super-heróis – Parte 1

Faaaaaaaaaaaaaaaaaaala galera!!

Nesse episódio Juliano Lopes e Rogério Passos, acompanhado do assíduo ouvinte Jailton Lopes vão destrinchar 6 pérolas (bem, na verdade vai até mais 1 de bônus) da sétima arte que nos mostram porque colocar super-heróis no cinema nem sempre é uma boa ideia. Então, agarre seu escudo de celofane, entenda qual pode ser o pior inimigo do Capitão América, aprenda jogar sua moto para o céu sem esforço, e entenda que sonhar com um martelo de R$ 1,99 pode ser a diferença entre ser um gordinho boa praça ou um super-herói meia boca! Pegue então sua xícara de café e vamos dar risada juntos e descobrir com quantos anos um fantasma precisa de bengala!

Items comentados neste episódio:

Nossas andanças pela podosfera e outros projetos:

Entre em contato:

Não se esqueçam de deixar seus comentários, opiniões, sugestões, reclamações e qualquer outra coisa que achar importante. Nos ache por aí também via:

Some Musics by Dan-O at DanoSongs.com

  • Opaaaa

    Ae Rogério , essa série do Cap america nunca tinha visto! Cara, que PÊRÓLA!!

    Lembrava o de 1990 (http://www.youtube.com/watch?v=cs8rFsmhNTc) mas esse de 79 só via fotos mas achava que era o mesmo.

    E até o Cristopher Lee precisa pagar contas hein, quem diria hahahaha

    O fantasma era vermelho aqui, lembram ? Depois foi para a cor original que era roxo. Mas em vários paises ele saiu com uma uma cor. A imaginada pelo Lee Falk era cinza =)

    E já deve estar na lista de vcs, mas o filme que deu origem a série do Homem Aranha, http://www.youtube.com/watch?v=WXimyJLfaG4&list=WLE2RGQsBzgeCMB-i0JX5LvW31A4KKfy9n

    E tem o quarteto de 94 (http://www.youtube.com/watch?v=MKSOg3xyW8Y)

    poutz tem muita coisa a falar ainda hein! vai virar pod semanal =)

    E mandem um salve pro Lucky, meu amigo que gostou do pod!

    Bom ebisódio como diria JG!

    [ ]´s

    • Grande MacCrow… isso é que é ser rápido no gatilho… o episódio nem saiu direito e o senhor já estava comentando… hahahahahaha

      Fique feliz por nunca ter visto essa maravilha cinematográfica do capitão de 79…

      E veja você a vida não devia estar nada fácil pra o senhor Lee naquela época… rs

      O que eu me lembro sobre a cor do fantasma é realmente que ele saiu roxo por problemas entre a tinta, o papel, a impressão e coisa e tal… e lembro até de uma vez dele amarelo… mas deixa isso pra outro episódio…

      Rapaz a lista era imensa… foi um martírio deixa-la apenas com essas pérolas… kkkkkk

      Grande Lucky adoro o seus salgadinhos… especialmente o Torcida… HAHAHAHAHAHA

      Lucky grande abraço e seja muito bem vindo…

      • Que isso! Adoro filme trash e não perco nenhum, logo, esse precisará ser visto também! Aliás, quero ver um episódio desses hein mas trash trash, não simplesmente mal produzido….er … são meio sinônimos né … mas tem diferença.

        Venha logo a parte 2!

        [ ]s

  • Radoc Lobo

    filmes de herois sofrem quase tanto os filmes de videogame
    a diferença é q no caso dos herois, alguma coisa das historias originais aparecem no filme

    • Olha só você seu Radoc…. que nada… para os filmes de videogame eu não espero sinceramente nada, agora os de heróis sempre espero muito….hahahahaha

      Mas eu gosto muito dos filmes do Resident Evil…. HAHAHAHAHAHA

  • Augusto Cezar Lima Queiroz

    Boa tarde!

    Conheci este “site” pelo famoso “You Tuner”, a grande podosfera corporativa virtual. Aqui vão minhas considerações acerca deste episódio, o primeiro que escutei do “Ovos Zumbis”:

    1) Ponto positivo: o tema. Gostei da escolha do assunto que foi debatido no episódio. Minha relação com o cinema, principalmente, dos anos 80 e 90, é muito intensa e afetiva, pois representa minha adolescência e início da idade adulta;

    2) Ponto negativo: as risadas escrachadas e, notadamente, forçadas, dos participantes. O “cast” inteiro foi preenchido com toda a sorte de gargalhadas, galhofadas e risadas, na sua maioria, sem qualquer graça. Havia momentos em que mal dava pra entender o que os apresentadores diziam porque não se dizia nada, apenas davam risadas sem pé nem cabeça!… A certa altura, depois de uma simples vinheta, lá vinha uma risada. Do quê?!… A discussão até teria sido bem proveitosa, pois, como já falei, a escolha do tema foi feliz, mas ficou totalmente comprometida por essa falta de profissionalismo (ou seja, amadorismo total) dos “podcasters” do “Ovos”. Lamento, mas foi a impressão que passou.

    É isso.

    Vou agora para a audição de outro episódio que baixei, o de número 005.

    Até mais.