OZ 017 – Games: A evolução e seus personagens inesquecíveis (parte 2)

Ovo Zumbi 12/09/2012 7
OZ 017 – Games: A evolução e seus personagens inesquecíveis (parte 2)

Olá pessoal, no episódio de hoje do ZumbiGamer estamos comentando dos jogos e dos personagens que mais lembramos desde a época do Atari até o Mega Drive e Super Nes…

Portanto nesse episódio o Juliano Lopes, Rogério Passos, Elói Mardegan e o Fernando Pereira estão comentando sobre suas experiencias e sobre os jogos, alguns dos jogos comentados:

Star Fox 64, Top Gear, Final Fantasy, Silent Hill, Resident Evil, Crash Bandicot, Spyro, Dragon Ball, Street Fighter, Metal Gear Solid, GTA, Halo, Splinter Cell, Forza, Fable, Devil May Cry, Gotham Race, God of War, Shadow of Colossus, Guitar Hero, PES, Burnout 3, Fifa, Need for Speed, Gears of War, Assassin’s Creed, Bioshock, Batman, Red Dead Redemption, Call of Duty, Uncharted, Little Big Planet, M.A.G., Kill Zone, Heavy Rain, etc…

Items comentados neste episódio:

  • Episódio parte 1 – Link
  • Nintendo 64 – Link
  • Playstation – Link
  • Xbox – Link
  • Game Cube – Link
  • Playstation 2 – Link
  • Xbox 360 – Link
  • Playstation 3 – Link
  • Kinect Trash car – Link

Entre em contato:

Não se esqueçam de deixar seus comentários, opniões, sugestões, reclamações e qualquer outra coisa que achar importante. Nos ache por aí também via:

  • Fala galera!
    Parabens pelo cast. Fiz uma maratona e desde a qinta-feira passada até hoje ouvi todos os episódios.
    Bom como alguns de voces me conhecem sabem que sempre gostei muito de games e mesmo a perda da visão não me tirou esse gosto, apesar de hoje em dia ser mais um jogador casual e de audio games.
    Realmente faltaram muitos personagens que marcaram e algumas informações um pouco distorcidas cmo por exemplo a de Star Fox que apareceu a primeira vez no Nintendo 64 e o jogo das Tartarugas Ninjas baseado nos Arcades que foi lançado para o Nintendinho e não Mega Dive. Na geração de 16 bits tivemos jogos sim mas um que marcou foi o do Super Nes onde voce conseguia dar um golpe que enviava o ninja inimigo na tela, e inclusive em uma fase em que o Destruidor estava em uma espécie de nave atirando em nós, era assim que tinhamos de atingi-lo.
    Da mesmo forma que o Rogerio sempre gostei mais de Street Fighter do que Mortal Kombat, e por voces não terem citado os jogos da SNK acabaram ficando de fora Fatal Fury e The King of Fighters com muitos personagens marcantes.
    Mas é aquilo, se fossem passar por todos os jogos, plataformas e personagens seriam mais 17 casts só sobre esse assunto.
    Um abraço a todos, novamente parabens e até o próximo episódio!

    • Faaaaaaaaaaaaaaala Magoo!!

      Aí sim, isso que é disposição!! Aliás, isto de vc não perder o gosto mesmo tendo dito uma deficiência visual, awesome! Não me deixa de impressionar como o ser humano é adaptável neste sentido, e fico feliz de ver que há meios para continuar gostando de algo que, para mim, tb é uma paixão.

      Das infos, era muita coisa e algumas poucas percebemos ainda pós-gravação do cast, maaas … acabamos deixando ao cargo dos nossos ouvintes acharem e nos massacrar, hahaha. Valeu pelas informações, que serão corrigidas já no próximo cast, na seção Ovada. São interações como a sua que nos ajudam a melhorar, já que vamos ter que estudar mais ainda os temas prá não tomar puxão de orelha, hehe.

      FF e TKoF, realmente 2 ausências sentidas, mas como disse lá prá cima, muita coisa, e como falamos no cast, sabia que ia faltar coisa, fazer o que … mas veja que isso ainda vai dar muito pano prá … um outro cast, quem sabe? Agora, 17 casts sobre o assunto … bom, já foram 2, faltam 15!!! hahaha

      Valeu pelas palavras Magoo, e stay tuned! Grande abraço!

    • Grande Magoo…. Street Rules…..kkkkk

      Velho sério que tem áudio games?? Velho nunca vi/ouvi nada sobre isso… (Ta bom… eu também não pesquisei, mas você entendeu.)

      Agora sobre o Star Fox, ele realmente saiu inicialmente para o Snes em 1993, teve também 1 para o Nintendo 64, 2 para o Game Cube, 1 para o Nintendo DS e 1 para o 3DS (que é basicamente um remake do Nintendo 64)…

      Seguem os links da Wikipedia sobre ele….
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Star_Fox_(jogo_eletr%C3%B4nico)
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Star_Fox_64
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Star_Fox_Adventures
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Star_Fox:_Assault
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Star_Fox_Command
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Star_Fox_64_3D

      Velho, obrigado pelo comentário e estamos aki esperando outros mais…

      Grande Abraço

  • Fala velhos (to tentando me adaptar a idade)
    Muito bom esse cast (ouvi também o da bienal do livro mas achei que não tinha nada a adicionar).
    Só achei ruim terem apenas citado o Devil May Cry. O DMC3 é meu jogo favorito da geração PS2 (apesa de que eu joguei no pc) mas, historicamente, ele é o filho prodígio do Resident Evil, digo isso por que ele foi feito para ser um Resident Evil.
    Sobre a série Assassins Creed. Primeiro nunca achei o primeiro tão repetitivo quanto falam. É um jogo de mundo aberto com mais tipos de missões do que GTA, por exemplo, sem falar que é uma série com uma evolução gigante do primeiro ao último jogo. Uma informação a mais, A série Assassins Creed é dividida por antepassado (não confunda com reencarnação), o primeiro é sobre Altaïr Ibn-La’Ahad (leia filho de Ahad), o segundo é de Ezio Auditore da Firenze e o terceiro é do Ratonhnhaké:ton (“Ra-doon-ha-gay-doon”, recorri ao wikipedia para achar esse nome) mais conhecido como Connor, essa separação aé é mais sincera quando se pensa em spin off’s.
    Falando da parte de tradução e dublagens de jogos, eu só tenho PC a muito tempo, nunca tive muito problema por causa de idiomas pq sempre foi fácil trocar o idioma, até com a vantagens de buscar na internet alguma legenda feita por fãs mas acho que a dublagem atual, mesmo em filmes, sofre por ter que ser uma tradução e não poder ser uma “versão brasileira”, coisa que poderia até trazer um jogo diferente, mais divertido até que o original. Claro que isso criaria a discussão “ta diferente do original”, mas quem quer entrar nessa discussão eu já falo logo, faz um cursinho de inglês para entender tudo em inglês SEM LEGENDA, pq o original é assim.
    O kinect é uma tecnologia incrível muito mal vista nos games. A Microsoft não explora muito bem ele, pois poderia ser o perfeito trunfo para concorrer com o Wii, voltado para o público casual, não para o público casual.

    Esse foi meu comentário gigante do dia.
    Post Scriptum (PS)
    Meu apelido Radoc Lobo é referencia ao meu próprio nome “Rodolfo Alves de Oliveira Cruz” e Rodolfo significa Lobo de glória (não confunda com Braddock nem com a rua Haddock Lobo).
    Se puderem, deem uma olhada no meu canal do youtube (youtube.com/radoc0134) onde eu apresento diversos jogos, geralmente indie ou flash, sempre que podem ser finalizados em poucos minutos com uma proposta inovadora, em vídeos de curtos, de menos de 5 minutos.

    • Faaaaaaaaaala BRRRRADOC (Sacanagem, hehehe).

      Do DMC3, como a gente disse, isso de lista tem disso, não agrada a todo mundo, mas é inegável mesmo que DMC3 seja um clássico. Isso de ele nascer para ser um RE, sabia não!
      Parabéns pelos nomes da série AC, pq Gesuuuuuuuuuis, eu não guardaria nem 1/3 disso, mesmo recorrendo a Wikipedia, hahaha.
      Isso de abrasileirar o jogo, prefiro a merda atual que saiu, por exemplo, em Uncharted 3. Como fã de animação, gosto bastante de como a partir de Os Incríveis, apesar do péssimo escolha de nome de alguns personagens (como Beto Pera para o Sr. Incrivel), melhorou demais isso de abrasileirar, e como o principal público-alvo são as crianças ou pessoas com cultura mais focada no Brasil, acho válido, e acho que o transporte para o jogo seria legal. De resto, como vc falou, não gosta, vai ver no original, e não enche o saco, hehe.
      Do Kinect, concordo plenamente.
      P.S. do seu P.S.: Li seu P.S. primeiro, I must confess, daí a sacanagem lá em cima no começo deste comentário, hahaha. Ah, já olhei o canal, bem legal a proposta, e já tô me inscrevendo por lá!

      Abração!!

  • Jalofe

    Curti, sem falar que eu fico tentando imaginar a cena quando o Juliano, fala que levou susto. deve ser uma otima cena pastelão, mas só faltou falar na possibilidade que era possível instalar linux em nas primeiras versões do PS3, e que a Nasa usou o mesmo para fazer cálculos, devido a alta resposta que o console tem.

    • ahahahaha … nem queira imaginar quando se está lá, embora hoje eu me rache de rir com isso, mas na hora …

      Do Linux, senão me engano, foi logo após a invasão da PSN, ou um pouco antes. Lembro que a Sony ficou puta com gente instalando isso nos consoles e cancelou essa possibilidade. Da NASA, isso é um hoax antigo, na verdade, o que aconteceu foi o PS3 Gravity Grid (http://gravity.phy.umassd.edu/ps3.html), aonde um professor recebeu da Sony 16 PS3 de 60 gb, e rodou centenas de simulações sobre ondas que são formadas em buracos negros – fazer isso alugando um super-computador sairia US$ 5000 por simulação executada, e ficou mais barato. Depois disso, saiu hoax de td que é tipo, principalmente depois que isso apareceu na mídia, mas a NASA continua usando seus super-computadores, obrigado, hahahahahaha.

      Grande abraço!!